Compartilhar

É normal sentir muito sono na gravidez?

Jornadas da Vida - Bebê a Bordo Por Jornadas da Vida – Bebê a Bordo
ícone de relógio indicando o tempo de leitura​ 5 min de Leitura
ícone de calendário indicando a data da publicação​ Criado em 04/06/2024 | Atualizado em 16/05/2024

Compartilhar

Além das mudanças visíveis, a gestação apresenta sinais não tão conhecidos ou que nem sempre acometem a todas as gestantes. Por exemplo, é comum sentir muito sono na gravidez, o que pode levantar preocupações sobre a saúde das mães ou dos bebês.

Isso pode levar as famílias a mudarem preparativos e a alterarem a dinâmica de atividades no dia a dia, inclusive, algumas saudáveis. Por exemplo, reduzindo exercícios físicos importantes para evitar o cansaço da mãe.

Portanto, para saber o que fazer em uma situação assim e se ela demanda cuidados mais sérios, é preciso se informar sobre as prováveis causas da sonolência excessiva.

Sendo assim, para entender o que pode fazer a gestante sentir muita sonolência na gravidez e descobrir dicas de como lidar com isso, continue lendo!

Quais as causas da maior sonolência na gravidez?

O principal motivo envolve mudanças hormonais pelas quais o corpo da mãe passa para que o bebê se desenvolva. No caso, a elevação de progesterona no organismo, que pode chegar a um nível 500% maior, é a principal responsável.

Esse hormônio tem efeito tranquilizante, com propriedades anestésicas, que diminuem atividades mentais. Isso faz com que ocorra uma redução no ritmo cerebral, provocando um nível maior de sono.

O volume de sangue em circulação também aumenta, fazendo com que o coração trabalhe mais para bombeá-lo tanto para a mãe quanto para o bebê. A tendência é uma elevação no cansaço e, por consequência, maior vontade de repousar, descansar e dormir. O metabolismo do organismo também fica mais lento, contribuindo para a sonolência.

Além de aspectos fisiológicos, há questões psicológicas que precisam ser levadas em consideração, pois podem afetar o sono. Por exemplo, a depressão. Para tanto, é fundamental buscar ajuda médica.

Também não descuide da alimentação necessária para essa fase, a fim de evitar que o corpo careça de nutrientes e você fique mais cansada. Por exemplo, observe se tem ingerido os níveis indicados de ferro e vitaminas do complexo B para prevenir fadiga e anemia.

Quando é comum sentir muito sono na gravidez?

No primeiro trimestre, é comum sentir muito sono na gravidez

Normalmente, a maior sonolência ocorre no início da gravidez, quando há o aumento da progesterona no organismo. Especificamente, isso acontece no primeiro trimestre, sendo que a partir do quarto mês esse efeito começa a passar. Portanto, você poderá sentir uma melhora do quadro do segundo trimestre de gestação em diante.

Todavia, as demais causas apontadas podem aparecer em outros momentos da gravidez. Algumas são da própria condição de gestante, como a mudança no metabolismo e o aumento da circulação sanguínea que faz o coração se esforçar mais para bombear sangue.

Por outro lado, os quadros de desnutrição, depressão ou outra questão psicológica que provocam cansaço físico e sono excessivo demandam acompanhamento médico.

Como ter mais disposição durante a gravidez?

Muita sonolência atrapalha a rotina da família e os preparativos para a chegada do bebê, uma vez que dificulta a realização das tarefas. Não é nada agradável ter de recomeçar atividades ou prolongar o que já era para ter sido realizado devido aos cochilos não planejados. Para lidar com essa situação, veja algumas dicas:

  • monte uma boa rotina de sono, com, ao menos, 10 horas de descanso. Caso não seja possível, programe o mínimo de 8 horas e realize algumas sonecas ao longo do dia. Acostumando o seu relógio biológico com esse ritmo, a tendência é conseguir gerenciar melhor a sonolência;
  • alimente-se bem para suprir os nutrientes diários necessários para você (e para o bebê). Isso para prevenir condições que causam cansaço, como a anemia. Para montar sua dieta, consulte um médico obstetra;
  • prepare ambientes tranquilos, silenciosos e sem interrupções constantes para que você não fique acordando frequentemente. Isso evita noites mal dormidas, que podem piorar a situação de sonolência excessiva ao longo do dia.

No momento, o desafio pode ser sentir muito sono na gravidez, mas depois a situação tende a se inverter. Da metade até o final da gestação e após o parto, o problema pode ser insônia ou interrupções constantes do sono. Nesse caso, não descuide do descanso necessário do seu corpo enquanto preza pelo bom sono do bebê.

Aliás, é importante planejar bem como será a chegada do pequeno para ter os recursos necessários para o cuidado. Sendo assim, é importante conferir uma ferramenta como a nossa calculadora de fraldas!